A pedido da Defensoria Pública, ex-casal consegue gratuidade para efetivar divórcio após 15 anos de


Atuação da DPE-AM tem permitido a agilização de divórcios nos cartórios para população carente

O ex-casal Marilene Amorim Pará, 39, e Fausto Amorim, 64, estava separado há 15 anos, mas só neste ano conseguiu efetivar seu divórcio, porque eles não tinham condições financeiras de arcar com os custos do cartório. Na última sexta-feira, dia 23 de fevereiro, graças a uma ação itinerante da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), Marilene e Fausto finalmente voltaram para casa oficialmente divorciados e sem precisar pagar nada.

Os dois foram atendidos na ação do programa Defensoria Itinerante realizada em Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus), na Escola Estadual Cecília Carneiro de Oliveira, localizada na Avenida Amazonas, s/n, bairro Novo Amanhecer, na última sexta-feira, quando foram feitos 13 atendimentos de retorno, que ficaram agendados na ação itinerante dos dias 08 e 09 de fevereiro.

Marilene conta que ela e Fausto já vinham tentando fazer o divórcio desde 2013, mas acabaram não conseguindo porque precisariam de um advogado e teriam que pagar as taxas do cartório, mas não tinham condições financeiras. “Achei muita dificuldade, a gente teria que pagar e a gente estava sem dinheiro. Então, a gente decidiu deixar rolar. E agora, pela ação, bem rápido, a gente deu entrada e já estamos conseguindo aquilo que a gente es