Defensoria Pública ouve crianças, adolescentes, pais e familiares nos abrigos


Casos como de um casal com quatro filhos, sendo o mais velho de 12 anos e o mais novo de um mês de vida sem registros de nascimentos e um adolescente cuja mãe mora em Rondônia e o pai tem outra família e não quer ficar com ele, foram alguns dos 18 atendimentos feitos hoje durante as audiências concentradas realizadas pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) no Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças e

Adolescentes (Saica), com a participação do defensor público da área da Infância e Juventude, Mário Wu.