Defensoria Pública acompanha implantação de sistema que permitirá a comprovação de casos de tortura


A Defensoria Pública Especializada na Promoção e Defesa dos Direitos Humanos tem acompanhado o processo de implantação do sistema que traz para o Amazonas os procedimentos previstos no Protocolo de Istambul para a comprovação de casos de tortura. Nesta terça-feira, dia 21, o defensor público Roger Moreira, que atua na Defensoria de Direitos Humanos e é membro do Comitê Estadual de Prevenção e Combate à Tortura, participou de uma reunião no Instituto Médico Legal (IML) sobre a implantação da quesitação do Protocolo de Istambul nas perícias.