Novos defensores públicos começam Curso de Iniciação à Carreira


A Escola Superior da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (Esudpam) começou, na manhã desta terça-feira (7), o 3º Curso de Iniciação à Carreira para Defensores Públicos. Desta vez, participam da formação os três aprovados no concurso de 2018 da Defensoria Pública do Estado (DPE-AM) que foram nomeados no dia 2 de abril.

O curso começou com a aula ministrada, no auditório da sede administrativa, pela corregedora geral da DPE-AM, Melissa Borborema, e o subcorregedor Péricles Duarte, que falaram sobre a Corregedoria e suas atribuições. A formação termina na sexta-feira (17) e ao longo da capacitação os três alunos serão instruídos sobre o trabalho da Defensoria Pública nas diferentes áreas de atuação (veja a programação abaixo).

Novos defensores

Vinícius Cepil Coelho, Bruno Fiorin e Rafael Lutti alcançaram a 8ª, 9ª e 10ª classificação no concurso, respectivamente. Desde os tempos de faculdade, os três mantinham um desejo em comum: ingressar na Defensoria Pública.

Rafael, inclusive, viveu a experiência de ser defensor público no Amapá. No entanto, foi nomeado no concurso da DPE-AM uma semana após assumir o posto na Defensoria amapaense e preferiu trocar de Estado. Nascido em São Paulo, mas “mineiro de coração”, já que morava no estado desde os 2 anos de idade, Lutti é formado em Direito pela Universidade Fumec (MG) e iniciou a carreira advogando na iniciativa privada.

“A Defensoria do Amapá teve seu primeiro concurso para defensor público agora (posse ocorreu em março). Então, ainda está no começo e vai ter um grande tempo de trabalho para se estruturar. Já a DPE-AM é uma organização mais madura, organizada, e vive um momento positivo, de ascensão”, ressalta Lutti ao comentar a opção pelo Amazonas.

O defensor geral, Rafael Barbosa, recepcionou os alunos na abertura do curso

O cuiabano Vinícius é formado em Direito pela UniCuritiba (PR). No Paraná também, ele se formou em Agronomia na Universidade Federal do Paraná (UFPR). Ele é assessor jurídico do Tribunal de Justiça do Mato Grosso (TJ-MT) e um dos aprovados no concurso para a Defensoria Pública do Estado de Rondônia.

“A Defensoria sempre foi um sonho profissional, um amor à primeira vista. A estrutura da DPE-AM e o tratamento cordial e caloroso do Estado me surpreenderam. Assim, a expectativa para o trabalho é a melhor possível”, comenta.

Bruno, que era oficial de Justiça no Tribunal do Rio de Janeiro (TJ-RJ), também não esconde a felicidade em poder trabalhar na DPE-AM. “Sempre sonhei com a Defensoria Pública, porque nela você vê um tom de democracia que não se enxerga nos outros órgãos do Direito. Meu pai é engenheiro e já morou no interior do Amazonas há uns 30 anos. Mal sabia que um dia eu iria trabalhar aqui”, resume.

Apesar de trabalhar no Judiciário fluminense, Bruno é natural de Porto Alegre (RS) e se formou em Direito na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), em Vitória.

Posse

O trio que participa do Curso de Iniciação tomará posse no cargo de defensor público em cerimônia que será realizada no próximo dia 23, na Arena da Amazônia, durante a programação do Dia D, realizada em alusão ao Dia do Defensor Público (celebrado em 19 de maio).

A edição dessa segunda-feira (6) do Diário Oficial Eletrônico da DPE-AM traz a publicação de portaria com a nomeação de mais seis aprovados no concurso para defensor público. Com isso, a DPE-AM deve fechar o mês tendo 115 defensores públicos no quadro.

#Esudpam #DefensoriaPúblicadoEstadodoAmazonas #CursodeIniciaçãoàCarreiraparaDefensoresPúbl #novosdefensores #Concursoparadefensor

468 visualizações