Defensoria adere à campanha Outubro Rosa programando mobilizações para orientação


O tom rosa e o laço da conscientização para a luta contra o câncer de mama inseridos no site da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) são o indicativo da adesão à campanha de conscientização que se inicia neste mês de outubro.

“Mobilizações para distribuição de panfletos com orientações serão usados pela Defensoria para alertar as mulheres para a importância da prevenção”, afirma a defensora pública Pollyana Vieira, coordenadora do Núcleo de Defesa da Mulher (Nudem) da DPE-AM, especializado no atendimento de mulheres vítimas de violência.

“Como uma das funções da Defensoria é a educação em Direito, destacamos a importância do Outubro Rosa, que é um movimento internacionalmente conhecido e comemorado em todo mundo, cujo nome remete a cor do laço rosa que simboliza a luta contra o câncer de mama, a partir de um movimento nascido em Nova York, em 1990”, explica Pollyana.

A defensora chama a atenção para a importância do cuidado pessoal da mulher consigo mesma, fazendo exames regulares como a mamografia e o autoexame.

INDICADORES

Uma projeção mais recente divulgada pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) e Fundação Centro de Oncologia do Amazonas (FCecon) informa que cerca de 420 novos casos de câncer de mama devem ser registrados no Amazonas, neste ano. A FCecon é referência no tratamento de câncer e recebe pacientes de todo o Amazonas e de outros Estados da região Norte, como Roraima e Pará.

O tratamento oferecido varia de acordo com o tipo e estágio do tumor e quanto mais cedo for diagnosticada a doença, maiores serão as suas chances de cura. O Ministério da Saúde informa que a mamografia, a partir dos 40 anos, é o método mais indicado para rastreio do câncer de mama, que reduz em até 40% as mortes por esse tipo de neoplasia. O exame deve ser feito, anualmente, mas as pessoas com histórico de câncer na família devem iniciar o rastreio a partir dos 35 anos.

Pollyana Vieira informa que com a adesão à campanha Outubro Rosa, a Defensoria vai organizar eventos nas unidades do órgão onde tem atendimento para mulheres e assim contribuir para a prevenção não só ao câncer de mama, ampliando a divulgação de informações, mas também incentivando a promoção de atividades físicas e alimentação saudável, fatores essenciais para a saúde em qualquer fase da vida.

“A Defensoria abraça a causa do Outubro Rosa e também vamos informar sobre os direitos das mulheres vítimas de violência”, afirmou, a defensora Carolina Carvalho, destacando o trabalho desenvolvido pelo Nudem.

Foto: Ministério da Saúde

#OutubroRosa #Mobilização #Campanha

0 visualização