Após rompimento de adutora, Defensoria vai intermediar acordo da Águas de Manaus com moradores


A Defensoria Pública Especializada em Defesa do Consumidor vai acompanhar os desdobramentos do rompimento de uma adutora de mil milímetros, na Avenida Pedro Teixeira, bairro Ponta Negra, e estuda medidas a serem adotadas em virtude dos prejuízos causados a moradores das redondezas. O incidente ocorreu na manhã desta sexta-feira (3) e deixou bairros da Zona Norte e Zona Oeste sem abastecimento de água. “Nós vamos estudar as medidas coletivas a serem adotadas e todo acordo que o Jurídico da Águas de Manaus fixar com os moradores será intermediado pela Defensoria. Vamos tratar tanto da parte individual quanto da coletiva”, disse o defensor Christiano Pinheiro, titular da Defensoria Pública Especializada em Defesa do Consumidor, que esteve no local. Em nota, a Águas de Manaus informou que equipes da empresa estão trabalhando no local para corrigir o vazamento e restabelecer, no menor tempo possível, o abastecimento de água tratada nos bairros das zonas Norte e Oeste, afetados pela ocorrência. Segundo a empresa, “outra equipe da concessionária está percorrendo os imóveis na área em levantando possíveis sinistros e atuando para solucioná-los”. Conforme a concessionária, “a previsão é que a situação no local esteja normalizada ao longo do dia”. A Águas de Manaus também deixou à disposição canais de relacionamento com o cliente, que poderão ser acionados, caso haja a necessidade de intervenção urgente por parte da empresa. Os telefones são: 0800-092-0195 e 98264-0464 (Whatsapp).


Fotos: Clovis Miranda/DPE-AM

47 visualizações