Capacitação de conselheiros tutelares promovida pelo TJAM é realizada no auditório da Defensoria



A Coordenadoria da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça do Amazonas (Coij/TJAM) iniciou nesta segunda-feira (8) o curso de capacitação para conselheiros tutelares da capital. O evento, que se estenderá até sexta-feira (12), acontece no auditório da Defensoria Pública do Estado (DPE-AM), na avenida André Araújo, Aleixo. A abertura do curso contou com a presença do defensor público geral do Amazonas, Ricardo Paiva, e da coordenadora da Coij, desembargadora Joana Meirelles.


O primeiro dia de atividades teve como palestrantes a promotora de Justiça Rosana Viegas e Carvalho, membro colaborador da Comissão da Infância Juventude e Educação do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP); além do professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Anderson Lincoln Vital da Silva; e a coordenadora do Sistema de Informação para a Infância e Adolescência – Módulo Conselho Tutelar – Haidee Maria Chacon de Almeida.


A coordenação-geral dos Conselhos Tutelares de Manaus destacou a importância da capacitação organizada pela Coordenadoria da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça do Amazonas.


“Essa capacitação organizada pelo Tribunal de Justiça vai ser muito importante para cada conselheiro entender a sua atribuição; seu comportamento; sua técnica de abordagem que, às vezes, não é a correta. Cada caso é um caso, mas as técnicas têm que ser feitas com educação, pois somos conselheiros não apenas para defender crianças e adolescentes naquela situação de vulnerabilidade. A capacitação nos ajudará a atender nossas crianças e nossos adolescentes com um serviço de excelência”, disse o coordenador-geral dos Conselhos Tutelares de Manaus, Francisco Coelho.


Durante reunião da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente, ocorrida no último dia 21/10 no gabinete da desembargadora Joana dos Santos Meirelles, titular da Coij/TJAM, o conselheiro tutelar comentou que “há uma carência de capacitações do tipo em Manaus”, e sugeriu que o “TJAM oferecesse novas atividades como essa no próximo ano”.


“Estamos aqui para somar e à disposição da sociedade para a proteção da criança e do adolescente, destacando que a função do conselheiro tutelar é fortalecer a rede de proteção na questão preventiva para não ocorrer mais questões de crianças em situação de vulnerabilidade”, reforçou Francisco Coelho.


Com informações do TJAM

Fotos: Florêncio Mesquita/DPE-AM

71 visualizações