Com tarde de debates virtuais, DPE-AM abre 1º Encontro de Atuação Estratégica

Programação continua nesta sexta-feira (27) com a discussão de enunciados por grupos de trabalho


A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) abriu, nesta quinta-feira, o 1º Encontro de Atuação Estratégica. Voltada aos membros da instituição, a programação do primeiro dia de evento virtual teve debates com a participação de defensoras e defensores públicos de outros estados.


O encontro é promovido pela Administração da DPE-AM, em parceria com a Escola Superior da Defensoria Pública do Amazonas (Esudpam) e a Coordenadoria de Projetos e Programas da DPE-AM.


“Esse é um evento que podemos ter todos os anos, ou em um intervalo de tempo menor, para que a Defensoria continue acompanhando o seu tempo. A litigância estratégica pode ser realizada em todas as áreas e não somente em órgãos de atuação especializados. A Defensoria precisa estar perto do povo”, destacou o subdefensor geral do Amazonas, Thiago Rosas, durante a abertura.


Nesta sexta-feira (27), a programação continua a partir das 14h, com Grupos de Trabalho (GTs) divididos pelas áreas Cível, Família e Criminal. Os GTs vão discutir enunciados submetidos por defensoras e defensores públicos do Amazonas para atuação estratégica da instituição. Em seguida, será realizado o encerramento do evento.


Debates


A programação do encontro nesta quinta-feira começou com um debate sobre Mediação, Conciliação, Solução Consensual de Conflitos e Educação em Direitos. A mesa virtual foi mediada pelo coordenador da Esudpam, defensor público Maurilio Casas Maia.


Participaram da discussão a defensora pública Ana Carolina Sampaio Pinheiro de Castro Zacher, dirigente do Núcleo de Defesa Cível e coordenadora da Câmara de Conciliação Cível da DPE-RS, e o defensor público Domingos Barroso da Costa (DPE-RS), com atuação junto aos tribunais superiores, doutorando e mestre em Psicologia pela PUC-MINAS.


A outra mesa virtual, mediada pelo coordenador de Projetos e Programas da DPE-AM, defensor Rodolfo Lôbo, trouxe o debate sobre Saúde Mental e Sistema de Justiça, além dos Litígios Estratégicos para a Defesa de Crianças e Adolescentes. A discussão teve a participação da defensora pública Daniela Skromov de Albuquerque e do defensor Hugo Fernandes Matias.


Daniela foi coordenadora dos Núcleos de Cidadania e Direitos Humanos e dos Direitos das Pessoas Idosas e das Pessoas com Deficiência da DPE-SP. Hugo atua no Espírito Santo, foi coordenador de Direitos Humanos da DPE-ES (2019/2020) e é mestre em Política Social pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES).


Foto: Clóvis Miranda/DPE-AM

40 visualizações