Condege alinha pautas nacionais e enaltece atuação de Diogo Grunho a favor das Defensorias

Colegiado realizou sua 60ª Reunião Ordinária em Macapá

Com a presença do governador do Amapá, Waldez Góes, o Conselho Nacional de Defensoras e Defensores Públicos-Gerais (Condege) realizou nesta quinta-feira (24), em Macapá (AP), sua 60ª Reunião Ordinária. O encontro foi realizado no Museu Sacaca.


Entre os assuntos discutidos esteve a análise da criação de Comissão do Condege para a atuação de Defensoras e Defensores Públicos nos Tribunais de Justiça (GAET) e Tribunais Superiores (GAETS); o acesso ao sistema do Banco Nacional de Monitoramento de Prisões, entre outros temas.


Durante a reunião, o colegiado se despediu do defensor público geral Diogo Brito Grunho, que comandou a Defensoria Pública do Estado do Amapá (DPE/AP) nos últimos três anos. Por ter sido o primeiro defensor geral amapaense, e pelo legado deixado à frente da instituição, Diogo Grunho foi bastante elogiado pelos colegas e pelo próprio governador, Waldez Góes.


Para o defensor público geral do Amazonas, as Defensorias do Brasil sempre terão uma dívida de gratidão com Diogo Grunho, especialmente pelas portas que ajudou a abrir no Congresso Nacional, pela sobriedade e capacidade de articulação. “Ele deixa uma marca indelével”, afirmou Paiva.


“O Diogo escreve nas páginas da Defensoria do Amapá e na Defensoria Brasileira uma bela história”, disse o defensor público geral de Goiás, Domilson Rabelo da Silva Júnior.


Diogo Grunho agradeceu as manifestações e sustentou que a parceria tanto com o Governo do Amapá quanto com os próprios defensores públicos do Estado fez a DPE-AP “ser grande”, e se consolidar como importante aliada do cidadão, ao promover acesso à justiça e fomentar políticas públicas.



Texto: André Alves

Fotos: Andre Alves/DPE-AM

30 visualizações