Defensoria Pública defende lockdown em Humaitá e efetiva fiscalização de medidas de restrição




Número crescente de casos e óbitos e estrutura frágil de saúde no município preocupa DPE-AM


A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) no Polo do Madeira defende que o Município de Humaitá decrete lockdown por, pelo menos, uma semana a 15 dias, para conter o avanço da Covid-19. A defesa foi feita em uma reunião realizada nesta terça-feira, 23, com o Comitê de Crise do município para discutir a necessidade de prorrogaçã