Esudpam lança curso online sobre Direito e Relações Raciais

Com inscrições solidárias, iniciativa também vai arrecadar alimentos para o Quilombo Urbano de São Benedito


A Escola Superior da Defensoria Pública do Amazonas (Esudpam) abriu as inscrições para o curso online “Direito, Relações Raciais e Diáspora Africana”. A capacitação será ministrada pela professora Luciana de Souza Ramos, que é pós-doutora em Desigualdades Globais e Justiça Social pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO).


O curso é aberto à população e vai ocorrer em quatro encontros virtuais semanais, por meio da plataforma Google Meet, a partir do próximo dia 22. Ao longo da capacitação, serão abordados temas como a influência negra na formação do Estado e os direitos raciais no Brasil. Cada aula terá duração de três horas, com intervalos de 15 minutos.


Estão disponíveis 25 vagas que serão preenchidas por meio de inscrição solidária. Para participar do curso, o interessado deve preencher o formulário disponível aqui e entregar uma cesta básica na sede administrativa da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM). As cestas básicas serão doadas ao Quilombo Urbano de São Benedito, localizado no bairro Praça 14, na Zona Sul de Manaus.


No formulário, o interessado encontra a lista de itens que devem compor a cesta básica. Os alimentos podem ser entregues de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. A sede da DPE-AM está localizada na avenida André Araújo, 679, Aleixo, Zona Centro-Sul.



Segundo o diretor da Esudpam, defensor público Rafael Barbosa, o curso foi pensado a partir da necessidade de discussão sobre o tema no contexto atual.


“Uma das funções da Defensoria Pública é a educação em direitos. Antenada e percebendo que há uma necessidade de se discutir o tema da relação racial e de como ela impacta em toda sociedade e no ramo do direito, a Esudpam inicia uma série de cursos de curta duração que será feita este ano. E, além de discutir conhecimento sobre esse aspecto relevantíssimo para a sociedade, também vamos angariar cestas básicas para quem precisa”, destaca Barbosa.


Responsável por ministrar o curso, a professora Luciana de Souza Ramos explica que o objetivo da iniciativa é a reflexão sobre a influência do sistema de Justiça na construção de uma sociedade antirracista.



“Precisamos pensar o Poder Judiciário como um todo enquanto um promotor de práticas antirracistas e não como lugar de afirmação do racismo na sociedade contemporânea. Visto os inúmeros casos que temos acompanhados no Brasil, Estados Unidos e em outros países, que tem mobilizado a sociedade, inclusive com campanhas como a Vidas Negras Importam. É fundamental que possamos dialogar e refletir criticamente esse tema dentro do sistema de justiça”, afirma.



Mais informações sobre o curso podem ser encontradas no perfil da Escola da Defensoria no Instagram (@esudpam).

36 visualizações
INSTITUCIONAL
Please reload

DIÁRIO OFICIAL
Please reload

CONSELHO SUPERIOR
Please reload

LEGISLAÇÃO
SERVIÇOS
Please reload

IMPRENSA
Please reload

Please reload

Avenida André Araújo, nº 679 - Bairro Aleixo
CEP 69060-000 | Manaus - Amazonas