Polo do Médio Solimões atende moradores da comunidade indígena Mapi I, em Tefé




A equipe da Defensoria Pública do Amazonas no Polo do Médio Solimões esteve na sexta-feira, 21, na Comunidade Mapi I, formada por indígenas das etnias Caixana, Cocama, Ticuna, Miranha e Tucano. A comunidade está situada na Estrada da Emade, a 13 quilômetros distante do município Tefé, onde é a sede do Polo da Defensoria.


O objetivo da ação de atendimento é promover o acesso à justiça de maneira facilitada, tendo em vista que o deslocamento dos moradores das comunidades vizinhas à cidade de Tefé pelo ramal é muitas vezes dificultoso, demorando aproximadamente 1 hora por trecho.


As defensoras Márcia Mileni Fontelles, Carine Possidônio e Thais Corrêa e as servidoras Daliana Sá e Valéria Grossl atenderam 80 pessoas que vivem nesta comunidade e em outras próximas visando a resolver suas demandas. A maior procura foi referente a registros públicos e reconhecimentos de paternidade, gerando cerca de 180 providências.


O Tuxaua Orlânio dos Santos Carvalho conheceu a Defensoria por meio de um programa de televisão e então buscou o atendimento, após perceber essa demanda na comunidade e a dificuldade que o moradores têm de ir até a cidade. Além do atendimento de retorno, já estão sendo avaliadas outras demandas.




55 visualizações